quarta-feira, 27 de janeiro de 2016

Você já ouviu falar da Melanie Martinez?

Melanie Martinez é uma cantora americana, de 21 anos nascida em Baldwin, Nova York. O seu estilo se encaixa em gêneros independentes como pop alternativo e indie folk.

Melanie Martinez @ The Social in Orlando, FL


Como eu descobri essa criatura?

Assistindo o Youtube, como faço quase que diariamente, me deparei com um vídeo da Lindsay Woods ensinando a fazer a maquiagem igual a da Melanie. Achei interessante, exótico, bonito. Fui ver quem era a tal da garota que inspirou aquele video.


Primeiro eu encontrei várias fotos com maquiagens muito elaboradas e bem feitas, e só depois descobri que ela é cantora. Foi uma grata surpresa, pois agora estou viciada. A música dela é muito boa e única, recomendo!

Melanie Martinez

De onde ela surgiu?

Genteee, para tudo! Ela foi "descoberta" no The Voice.. Logo na primeira audição, às cegas, todo mundo ficou encantado com a performance dela. Todos viraram, menos a Aguilera.. claro, a Melanie tava cantando uma música da Britney! Mas no fim ela escolheu o Adam. (L) Conhecedora!


Após algumas semanas fazendo covers maravilhosos ela foi eliminada do programa e foi "ser feliz fora da casa" (como se o The Voice fosse o BBB, não é mesmo.. ¬¬) 

50036

Após deixar o reality em 2012, ela começou a trabalhar em sua carreira independente e lançou o disco Cry Baby em 2015.

Melanie Martinez + Pidgin       Melanie Martinez + Pidgin

>> Músicas

Para finalizar, deixo aqui algumas indicações de músicas dela.










Meu, ela merece mais uma foto sim pois ela arrasa na make, sem mais.

Melanie Martinez Bunny

quarta-feira, 20 de janeiro de 2016

Medo de mudança

Há alguns anos eu me vi numa situação na qual eu precisava drasticamente de mudanças. Sentia que eu não tinha motivação, nem dinheiro, nem satisfação alguma. Raros eram os momentos que eu estava feliz, e quando aconteciam esse momentos, logo passavam. Parece um pouco pesado falar isso, parece um pouco depressivo, mas sim, era a minha realidade. Até pouco tempo, achava que essa tinha sido a primeira vez que senti isso tão fortemente. Mas analisando melhor, não, já havia sentido o mesmo algumas vezes antes. Só não fiz nada para mudar pois acreditava que eu estava numa fase e precisava seguir o curso das coisas e terminar aquela etapa.

Eu acreditava que quando eu terminasse a faculdade, por exemplo, tudo iria mudar. Nada mudou. Enfim, entre o período de 2010, que foi quando terminei a faculdade, e 2011, praticamente nada aconteceu. Eu havia tido aquela sensação maravilhosa de vitória ao terminar uma faculdade que por um tempo foi tão sofrida pra mim, mas depois disso, ok, tudo normal. Nada demais! Passei os quase dois anos seguidos tentando encontrar algum emprego legal e principalmente no qual eu me encontrasse. Evidentemente isso não aconteceu, eu já estava infeliz com a escolha que eu tinha feito para cursar na faculdade, agora que eu tinha terminado eu tinha um diploma e estava fadada a exercê-lo, pois era tudo o que eu tinha.

Eu estava completamente frustrada. Pra quem olha de fora, é só uma pequena dificuldade, mas não.. Eu estava num vazio tão grande que hoje, olhando pra trás, agradeço a Deus por tudo que aconteceu depois.

Williamsburg Bridge Pedestrian Path (New York, USA. Gustavo Thomas © 2014)

Eu tinha muitos medos, afinal é muito difícil não ter receios quando não se faz ideia de aonde um caminho pode te levar. Mesmo assim, eu fui! Foi em 2012, que decidi ir a São Paulo para fazer um curso novo, me especializar numa nova área e viver uma experiência diferente. O plano era ir e passar 2 meses, fazer o curso de formação em Pilates e voltar. Nada de muito mirabolante, só que não foi bem assim que as coisas acabaram acontecendo.

Avenida Paulista

Logo de cara eu fiquei hospedada na Bela Vista e fui conhecer a Av. Paulista. A minha primeira impressão foi: "será que estou em outro continente?" Fiquei maravilhada com o tamanho daquela avenida, a quantidade de pessoas, a largura das calçadas, a quantidade de pistas, a diversidade cultural. O clima de grande metrópole me absorveu. Sem muito esforço, aquela avenida se tornaria logo logo o meu lugar favorito na vida.

Tudo passou a acontecer naturalmente, só que na velocidade da luz! Ao passo que estava morrendo de saudades de casa e da minha família, eu estava me apaixonando pelo novo lugar e por tudo que ele me proporcionava.

Quando terminei a primeira etapa do curso de Pilates eu soube que a segunda, que eu faria no mês seguinte, havia sido adiada para 4 meses depois. Foi então que soube que teria que encontrar um emprego em São Paulo e prolongar a minha viagem. Comecei a procurar, e para minha surpresa não foi nada difícil. Duas semanas depois eu já estava trabalhando, no mês seguinte eu já estava escolhendo uma outra oportunidade pois me fizeram uma proposta melhor.

Eu não entendia como tudo tinha mudado da água pro vinho daquele jeito. Mas eu estava gostando, claro! Bem, de lá pra cá, muita coisa aconteceu. Foram altos e baixos que me fizeram aprender muito e ficar cada vez mais forte e independente. Não teve uma coisa negativa sequer que não tenha me ajudado a crescer.

FontCandy

Já faz quase quatro anos que decidi sair da casa dos meus pais e vir conhecer São Paulo. Desde então a minha vida mudou completamente várias vezes. Tive medo em todas essas fases de mudança, mas acho que é natural né? Só que nunca recuei ou deixei de fazer as coisas por causa desse medo. Hoje sou muito grata por ter aprendido isso. Realmente me sinto corajosa quando as pessoas me chamam assim por ter saído de casa e ter vindo pra um lugar completamente desconhecido.

Hoje, me vejo diante de outra fase de grandes necessidades de mudança. Mesmo sabendo que tudo pode ser tão mais maravilhoso depois dessa metamorfose, eu ainda tenho medo. Acho que sempre vou ter! Mas quer saber, superar um medo e fazer o que você quer mesmo assim é uma das sensações mais libertadores que existe! A vida é muito curta pra ficar morrendo de medo e deixar de viver as coisas por causa disso.

quarta-feira, 13 de janeiro de 2016

4º Encontro de booktubers para inscritos

Recentemente, no dia 09 de janeiro, ocorreu o 4º Encontro de Booktubers para inscritos, no Parque Villa Lobos e em sua biblioteca. As 1ª edição do evento foi realizada na Bienal do Livro de SP, a 2ª no Parque Villa Lobos e Livraria Cultura do Shopping Villa Lobos e a 3ª na Bienal do Livro do Rio. No entanto, eu só havia participado da 2ª edição. Os responsáveis pela organização foram os booktubers do canal Índice X, Geek Frerak, Nathalia Cardoso, Gleice Couto e Vitor Martins.

4_encontro_booktubers_inscritos

O encontro desta vez foi mais bem planejado e estrutarado que a segunda edição que eu havia participado. No primeiro momento, o convívio era livre no espaço aberto do lado da biblioteca. Os inscritos e booktubers trocavam marcadores, tiravam fotos e gravavam vlogs.

FILE0007   FILE0007   FILE0008   FILE0009

FILE0012

FILE0010   FILE0013   FILE0021   FILE0022  

FILE0014

FILE0023    FILE0026    FILE0028   FILE0029

FILE0034

Em determinado momento, a organização do evento deu novas instruções e foi organizada a fila para a credencial de entrada do segundo momento no auditório.

FILE0027   FILE0031   FILE0032   FILE0030

FILE0037

No auditório tivemos a abertura do evento com a palavra do representante da Biblioteca. Em seguida os booktubers organizadores deram início a várias brincadeiras e premiação com brindes.

FILE0038

Ao fim do segundo momento no auditório fomos direcionados para uma área coberta ao lado da biblioteca na qual aconteceria uma espécia de mesa redonda com os booktubers organizadores. Tanto os inscritos como os booktubers menos conhecidos podiam falar um pouco sobre si mesmos, sobre o seu canal e sobre as dúvidas que tinha sobre os seus booktubers favoritos.

A interação entre o pessoal foi muito boa e realmente ocorreu uma troca de experiências e informações. Pena que não ganhei nenhum livro de novo, mas tudo bem. O encontro valeu muito a pena. 

Vale ressaltar que desta vez também foi dado muito mais espaço e visibilidade aos pequenos booktubers, os que não são muito conhecidos. Eles puderam divulgar e falar um pouco sobre o seu trabalho. 

Deixo aqui os meus sinceros parabéns à organização do evento, à Biblioteca Villa Lobos, a todos os parceiros (editoras e Skoob), a todo o público que foi lá prestigiar o evento e principalmente ao #BABOSA. Foi uma tarde muito divertida e um evento muito bacana.

>> Links relacionados




>> Playlist com outros vlogs do encontro