sábado, 7 de julho de 2012

Bairro da Liberdade: Festival das estrelas

Fui hoje ao bairro da Liberdade porque lá tem uma loja de cosméticos bem famosa por ter preços baixos, chamada Ikesaki e eu estava precisando de umas coisinhas urgentemente. Chegando lá, me deparo com uma multidão, palco, decoração e tudo mais. Estava tendo o festival das estrelas, o Tanabata Matsuri que é um festival tradicional japonês. 



O Festival das Estrelas - São Paulo Sendai Tanabata Matsuri é conhecido como maior festividade tradicional do Japão no Brasil, onde relata a Lenda de uma certa princesa Orihime e seu amado Kengyu podendo o casal encontrar uma vez por ano num dia do mês de Julho. Assim surge a Lenda e estória que neste dia as pessoas fazem pedidos e desejos no tanzaku (papeleta colorida) e amarra no bambu para que possa realizar os desejos.

As ruas do bairro da Liberdade prestam homenagem ao lendário sentimento de amor e carinho entre Orihime e Kengyu, proporcionando para os visitantes uma beleza única e inesquecível com enormes enfeites suspensos de papel colorido que simboliza as estrelas do Tanabata, uma sensação de leveza e graça que as enormes caudas ao balanço do vento imitam os cometas cruzando o céu.

 


A Lenda do Tanabata
Uma antiga lenda, criada há quatro mil anos e inspirada nas estrelas Vega e Altair, conta a estória de uma certa Princesa Orihime e seu amado Kengyu. A Princesa Orihime era uma excelente tecelã e confeccionava a mais perfeita seda de que se tinha notícia. Preocupado com sua excessiva dedicação, o rei ordenou que ela se distraísse, dando passeios diários pelo reino. Em uma dessas ocasiões, Orihime conheceu o pastor Kengyu e os dois se apaixonaram.
Esquecendo-se completamente de suas obrigações, a princesa tecelã e o pastor dedicaram todo o tempo a esta paixão e por este motivo foram castigados, sendo transformados em estrelas e separados pela via láctea. Comovido com a tristeza do casal, o Senhor Celestial permite um único encontro anual entre os dois, num dia de julho. 
Em agradecimento à dádiva recebida, o casal atende aos pedidos feitos em papéis coloridos (irogami) e pendurados em bambus (sassadake).